Monumentos

Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa

Igreja Paroquial de Santa Maria

A Igreja Paroquial de Santa Maria ou Igreja Matriz é a principal igreja da Vila e foi mandada erigir imediatamente após a conquista de Óbidos aos Mouros, em 1148, sendo a primeira pedra do templo consagrada por São Teotónio, prior de Santa Cruz de Coimbra.

A primitiva igreja românica e gótica desapareceu por completo no século XVI, tendo dado origem a um extraordinário exemplar de arquitetura renascentista. Deste período destacam-se os portais, o púlpito e, muito especialmente, o túmulo do Alcaide-mor D. João de Noronha e de sua mulher, D. Isabel de Sousa, um dos marcos da arte renascentista em Portugal.

Ainda no interior, existe um importante recheio artístico dos séculos XVI e XVII. Destaca-se o retábulo da capela colateral de S. Brás de Diogo Teixeira (de cerca de 1590, hoje no Museu Municipal), o retábulo da capela mor (de cerca de 1620), a capela colateral de Santa Catarina com telas de Josefa de Óbidos (de 1664), a capela de São Paulo na sacristia e todo o revestimento azulejar proto-barroco, da última década do século XVII.

Nesta igreja, presidindo à cerimónia o Arcebispo de Braga e na presença dos principais prelados do país e da própria Família Real, celebrou-se, em 1441, o contrato de promessa matrimonial entre o príncipe D. Afonso (futuro de D. Afonso V) com dez anos de idade e D. Isabel, apenas com oito anos.

Partilhar: