Monumentos

Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa

Igreja de São Pedro

Quase totalmente reconstruída sobre as ruínas de um templo gótico de três naves, muito danificado por um pé de vento ocorrido em 19 de novembro de 1724 e totalmente destruído pelo terramoto de 1755, conserva a mesma invocação, embora sem as honras de basílica que possuía.
Embebida na fachada do lado direito do pórtico, uma pedra relavada com um signo-saimão, evidencia remeniscências do antigo templo.

Sobre a porta principal, tem a inscrição "Beatus es Simon Bar Jonas"

Na capela mor abobadada, admira-se riquíssimo retábulo de talha seiscentista, enquadrando na tribuna um painel sobre tela representando S. Pedro recebendo de Cristo as chaves do Céu.
É da autoria de João da Costa, pintor obidense do século XVII, o que alguns contestam.
Na nave coberta por teto de esteira, existem diversos altares com abundante imaginária setecentista entre os quais merecem especial menção Nossa Senhora da Piedade e S. Martinho, ambos góticos.
No lado direito de quem entra, a antiga Capela do Santíssimo Sacramento.
Toda a obra de talha desta Capela pertenceu à antiga Capela do Santíssimo Sacramento do extinto Convento do Valbenfeito dos frades Jerónimos, sendo notável a talha policromada, toda de frutos, sobre a qual assentam as colunas.
Na parede do altar mor do lado norte estão depositadas as cinzas do insigne orador sagrado Beneficiado Francisco Rafael da Silveira Malhão.
Sob o soalho da entrada da sacristia junto ao altar colateral de Nossa Senhora do Rosário a campa da conhecida pintora obidense Josefa d'Ayalla, o que parece duvidoso, atendendo à destruição do templo.
Nas paredes da entrada, de ambos os lados admiram-se dois medalhões pintados sobre madeira, representando S. João Evangelista e S. Marcos, atribuídos a Josefa d'Óbidos.
No adro da Igreja, do lado esquerdo, a pedra tumular, já bastante desvanecida, de João Annes do Pó, antigo alcaide-mor.
Na sacristia do templo recentemente restaurado existem diversas imagens do século XVII, em que se destaca uma de S. Benedito (preto).
Anexo à Igreja do lado da torre sineira existia a Capela de S. Luís, também totalmente destruída pelo terramoto, e onde Joanes Pais Cordeiro instituíra morgadio.

Partilhar: