Monumentos

Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa



Porta da Senhora da Graça

Localizada no eixo viário entre a almedina / judiaria e o arrabalde, esta porta foi criada no decurso das obras de ampliação da muralha no século XIII.

Além da sua função de permitir a passagem e o controle dos transeuntes, a porta tem também uma importante função religiosa e social.

No interior da torre onde se encontra a porta, foi criada uma capela dedicada à Virgem, em acção de graças pelo sucesso da resistência ao cerco posto pelo então Conde de Bolonha (1247-48) à Vila. Em memória deste feito, após a morte de Sancho II (falecido em Toledo em 1248), o novo monarca, D. Afonso III, reconhecendo a lealdade com que o Povo de Óbidos serviu o seu predecessor e como forma de reconciliação, atribuiu-lhe o título histórico de “Mui Nobre e Sempre Leal”.

Em 1727, o Oratório de Nossa Senhora da Graça, foi reformado às expensas de Bernardo de Palma, magistrado que servira na Índia, em cumprimento de uma promessa e em memória de sua filha que se suicidou, aos 22 anos, devido ao facto do seu pai não consentir no amor que esta tinha por um jovem de Óbidos.

Desta data possui um imponente altar em pedra lavrada que tradicionalmente albergava a da Virgem com o Menino (séc. XIII/XIV) a qual hoje se encontra na igreja de Santa Maria, bem como as imagens de Santo António, S. Joaquim, Santa Ana e São José (estas já do séc. XVIII).

Partilhar: